15 nov 2019

Seminário Acadêmico de Comércio Exterior da Facape inicia suas atividades com palestra sobre produtividade e competitividade

A abertura do evento ainda contou com uma apresentação musical com a participação de Alice Dângelo

O Seminário Acadêmico de Comércio Exterior, realizado pela Facape, teve início na noite desta quarta – feira (17) e trouxe muito conhecimento e perspectivas de negócios para o mercado da exportação. O evento, organizado pelo colegiado do curso de Comércio Exterior, vai apresentar um panorama sobre produção, comercialização e exportação de produtos ligados ao agronegócio, com a proposta de fortalecimento do comércio no ramo da fruticultura, que é muito forte na região do vale do São Francisco.

Estiveram presentes na mesa de abertura do Secomex, o presidente da Facape Antônio Habib, a diretora acadêmica Vânia Lassalvia, o diretor executivo, José Alberto Moura, a coordenadora do curso de Comércio Exterior, Michela D’Arc Campos e a palestrante da noite, Lara Secchi, formada em relações internacionais pela Universidade Jorge Amado, que ministrou sobre o tema “produtividade e competitividade”, realizada no auditório central da Facape.

Durante a abertura do evento, o presidente Antônio Habib dialogou sobre a importância do curso na região, que é umas das maiores exportadoras de frutas do país. Destacou também como os profissionais precisam enxergar a oportunidade de atuar em uma área como essa, com um curso responsável por ter egressos em países de renome, como Suíça, Bélgica e Alemanha, por exemplo.

A coordenadora do curso de Comércio Exterior, Michela D’Arc Campos destacou a certeza na capacidade dos jovens em empreender e inovar, não temendo os desafios do mercado atual.

Lara Secchi fechou a noite e trouxe diversas informações sobre o mercado da exportação com a fruticultura, como dados sobre exportação de frutas, estratégia para condições atípicas, geração de empregos, agricultura de baixo carbono e redução da produção de resíduos. Lara também destacou que a fruticultura ainda fica atrás de outros produtos, como grãos e carnes, fazendo com esses definam as regras de exportação marítima e escoamento, mas ressalta a necessidade de bons profissionais para estratégias de negócios que valorizem o comércio e a exportação na região.

“O Mercado está sedento por bons profissionais, com perfil ativo. Sendo assim você precisa ir até o empregador e mostrar porque é importante para ele. Então mostrem proatividade. Precisamos de profissionais que enxerguem melhorias em todas as etapas do processo”.

O Secomex segue com sua programação trazendo minicursos sobre elaboração de documentos do comércio exterior, às 19h, com a bacharela em Comércio Exterior pela Facape, Gracielle Guedes, no laboratório de administração da Facape e excell na prática do comércio exterior, às 20h30, com a professora Meriele Ferraz, no laboratório de computação. O evento encerrará na sexta com uma palestra sobre competitividade internacional do agronegócio do vale: a busca para sair de exímio produtor agrícola para gestor agrícola, com o professor doutor Nildo Ferreira Cassundé Junior, às 19h no auditório central da Facape.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.