16 fev 2019

Projeto Inclusão Digital da Facape comemora 10 anos formando mais uma turma

O projeto Inclusão Digital, da Facape, realizou mais uma cerimônia de entrega de certificados aos alunos que terminaram o curso de informática básica em 2018. O projeto tem parceria com a prefeitura de Petrolina e objetiva fazer uma ligação entre alunos de Ciência da Computação e Gestão de Tecnologia da Informação e a comunidade externa. Dessa forma, os alunos oferecem aulas gratuitas de informática a pessoas de baixa renda da cidade de Petrolina, fazendo com que todos possam adquirir conhecimento. O curso fez 10 anos no fim do ano de 2018 e já formou mais de 7000 pessoas.

O idealizador do projeto e professor da Facape, Vanderley Gondim, explica que a informática é essencial para o trabalhador hoje em dia. “O projeto Inclusão Digital trabalha com pessoas que normalmente moram em bairros mais afastados, que têm necessidade de emprego. E a tecnologia traz essa oportunidade porque permite que o jovem se aproprie dela e use a seu favor. Hoje em dia as empresas exigem muito dos profissionais, principalmente em relação à tecnologia, pois é uma necessidade básica do mercado hoje. Nosso propósito é fazer com que as pessoas atinjam seus objetivos através das ferramentas tecnológicas”, conta.

Além do idealizador do projeto estiveram presentes a coordenadora do curso de Ciência da Computação, Cynara Lira; a Diretora Acadêmica, Vânia Lasalvia; o Coronel Marcílio Amorim, diretor do colégio da polícia militar de Pernambuco; e Bruna Ruana, Secretária Executiva da juventude, Direitos Humanos, Mulher e Acessibilidade da Prefeitura Municipal de Petrolina.

A cerimônia contou com agradecimentos dos alunos que fizeram parte do curso e também dos monitores estudantes da Facape. Antônio Victor Barbosa, estudante de Ciência da Computação, conta que ser monitor foi enriquecedor para a sua vida acadêmica e profissional. “A experiência como monitor foi fantástica porque há a oportunidade de levar conhecimento a outras pessoas e a gente vai tendo um contato maior com as dificuldades de cada uma dessas pessoas. Muitas vezes elas têm problemas no trabalho para desenvolver um simples cartão de visita, então ajudar nisso é muito bom”, explica.

Um dos estudantes que recebeu certificado, Emerson de Araújo, expressou sua gratidão na cerimônia dizendo que ficou muito feliz pelo curso. “Gostei muito. Era uma coisa que eu estava buscando, algo que eu gostasse de verdade. Me encontrei no curso de informática pois gosto de entender e consertar um computador, e fui melhorando com o tempo. Cada vez que recebo conhecimento levo para a vida, e esse certificado posso usar ao meu critério para conseguir um trabalho e construir uma carreira”, agradeceu.

Deixe uma resposta