22 mar 2019

Conheça o projeto de extensão: Papo de administrador

Há quase um ano atuando em sua proposta de integrar os estudantes ao mercado de trabalho e à comunidade do Vale do São Francisco, o projeto de extensão Papo de Administrador vem se desenvolvendo e atingindo cada vez mais estudantes. Iniciativa dos professores Antônio Padilha, coordenador do CAD (Central de Atendimento ao Discente), Florisvalto dos Santos, coordenador do colegiado de Administração e Rinaldo Moraes, professor do curso de Administração, o projeto promove encontros com profissionais que já estão atuando no mercado de administração/gestão, com o objetivo de trazer uma visão mais ampla para os estudantes, que têm a oportunidade de aprender com as experiências vivenciadas pelos profissionais.

 

Como funciona o projeto?

A proposta do projeto é de que 8 eventos aconteçam ao longo de 1 ano na Facape, com a realização de palestras ministradas por profissionais da área. Em fevereiro, por exemplo, aconteceu o terceiro encontro, que contou com a participação de Alisson Rogério, CEO da Emprego Vale. A conversa foi sobre o que o futuro reserva para os estudantes na área de administração. A intenção é que o projeto seja algo que permita a interação dos alunos, para que eles possam tirar suas dúvidas e não apenas ouvir.

 

A devolutiva para a comunidade

Padilha, coordenador do projeto, enfatiza que o que caracteriza o Papo de Administrador como projeto de extensão é a devolutiva que se faz a sociedade, uma vez que compartilha com o público externo o conhecimento desenvolvido na faculdade. Portanto, para cada encontro feito com os estudantes da Instituição, os 8 monitores do projeto levam a temática para ser trabalhada com alunos do terceiro ano do ensino médio de escolas públicas, trazendo para eles uma visão que pode ser decisiva em suas escolhas sobre qual carreira seguir.

“Nosso público é a escola pública, porque entendemos que são os alunos que têm um acesso mais limitado a esse tipo de conteúdo, então nosso intuito é abrir portas para eles, levando oportunidades que alunos de escolas privadas, por exemplo, já têm” explica Padilha. Assim, o projeto sai da zona metódica escolar e traz noções do mercado de trabalho de administração, segmentos da área e uma perspectiva de empreendedorismo que os alunos não estão acostumados a terem contato diariamente, algo que pode impulsioná-los a sonharem cada vez mais alto ao ver as oportunidades que podem ter e gerar.

“Como participante do projeto, acho importante poder passar o conhecimento que obtive, e espero estar, através dessas devolutivas, contribuindo com a sociedade e com aquele aluno que talvez esteja em dúvida sobre qual área seguir.” diz Gediel Macedo, um dos monitores do projeto. O Colégio da Polícia Militar e a Escola de Aplicação são duas das instituições públicas que receberam palestras e, na tentativa de ter um alcance ainda maior, escolas públicas de Juazeiro também serão contempladas pelo projeto, que cumpre, assim, seu papel de aproximar a comunidade do Vale do São Francisco e a academia.

 

Deixe uma resposta